quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Yann Tiersen - Best of



Siga no Facebook e no Twitter ao blog Dom Severino

Não somos todos Lula, só os ricos e os políticos

Lula: o conferencista
O jornalista Elio Gaspari publicou no dia de hoje, um texto cujo título é: “Somos todos Lula”, numa alusão a uma campanha que o Partido dos Trabalhadores (PT) pretende lançar no país, com o firme propósito de criar uma identidade entre o ex-presidente Lula e brasileiro comum. O que não é verdade, porque o presidente de honra do PT ascendeu socialmente e desde que se tornou um líder político, distanciou-se do cidadão comum e passou a frequentar o mesmo espaço frequentado pelas nossas elites: rica e intelectual.

Lula é igual aos políticos, aos empresários e aos empreiteiros. O contato hoje em dia de Luís Inácio Lula da Silva com o povão é apenas superficial, do tipo que a personalidade acena para o povo da escada do avião ou do político que chega aos encontros cercado de segurança e da cúpula do seu partido que também funciona como um cordão de isolamento.

O ex-governador Leonel Brizola, tido e havido como um político extremamente popular, só andava cercado de membros das brigadas brizolistas que organizavam o teatro, do tipo que o político ameaça cair nos braços do povo, mas sabe que como o combinado, os seus guardiães o impedem de fazer contato a gente humilde.  

Simão Cirineu Batista Quadros

Quando o povo quer, o povo muda!



Dr. Pessoa é um médico vocacionado para o bem

Passado o Reinado de Momo, o teresinense agora se volta para a eleição municipal, cuja campanha eleitoral praticamente começa na quarta-feira de cinzas. Uma campanha que certamente será marcada pelo discurso de mudança, haja vista, o PSDB está no poder na capital piauiense há mais de 30 anos (mais de um quarto de século) e o prefeito Firmino Filho (FF) vai tentar o seu quarto mandato, como se vida inteligente só existisse no ninho tucano.

Como disse recentemente o deputado federal Robert Rios, um dos principais responsáveis pela vitória de FF em 2012, dificilmente o prefeito de Teresina se reelegerá porque são muitos os anos de mando político do PSDB nesta capital e porque Firmino Filho virou um político profissional.

Hoje existe um forte sentimento de mudança difuso na sociedade teresinense, o que qualquer pesquisador percebe nas conversas com pessoas, sobretudo das áreas periféricas.

Para fortalecer ainda mais a pré-candidatura do deputado estadual Dr. Pessoa, esse médico só precisa de um bom nome para seu candidato a vice-prefeito.Eu tenho um nome.

O vírus do Zika abortou o impeachment



Parece até coincidência, mas o vírus Zika se propagou no país de maneira alarmante, no exato momento em que o país discutia o impeachment da presidenta Dilma Rousseff e o afastamento do presidente da Câmara Federal.

Com essa “epidemia”, passando a ocupar os principais noticiosos das grandes redes de televisão, a questão política foi lá para o meio do jornal, como matéria secundária e de pouco interesse. Com isso, o governo Dilma Rousseff passou a respirar aliviado, porque o impeachment perdeu força e respira com dificuldade. Muitos acreditam, inclusive o ministro da Saúde, o piauiense Marcelo Castro que essa ideia está morrendo.

Não se trata aqui de uma teoria da conspiração. De um plano secreto internacional, idealizado para desviar o foco de questões que poderiam mudar o curso da nossa historiaria política, mas, de uma suspeita que pode ter algum fundamento ou não. Mas, que parece estranho, ah, isso parece, porque essa epidemia explodiu de repente.   
Assim como o futebol foi usado pelo regime militar desviar a atenção do povo brasileiro do que estava acontecendo nos porões da ditadura, o vírus Zica pode estar sendo usado para fazer o país esquecer as crises em que o país está mergulhado.  

Na política tudo é possível. Alguém duvida?

Samuel Vernon Batista

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

ARAKETU - Pipoca




Siga no Facebook e no Twitter ao blog Dom Severino

Banda de Pau e Corda - AQUELA ROSA



Siga no Facebook e no Twitter ao blog Dom Severino

A decoração 'original' do Carnaval de Teresina

A cidade de Teresina, capital do estado o Piauí no último decênio se transformou numa cidade feia e suja. Teresina que já foi considerada uma das cidades mais bonita e limpa da região Nordeste, com destaque para a sua arborização.

Hoje, Teresina é uma cidade que parece abandonada, porque suja e completamente desorganizada, a começar pelo transito que permite que motoristas sem educação e sem cultura, estacionem os seus carros em qualquer lugar.

O carnaval de Teresina teve como destaque a sua decoração feita de coletores de lixo e lixo doméstico, vasilhames de refrigerantes e água mineral.

Mas, convém salientar que a perda de charme e beleza de Teresina não é culpa só dos seus gestores, mas também da sociedade teresinense que sem educação ambiental e amor pela cidade em que vive - encha esta cidade de lixo.


Dizer o que? Esse é o 'dono do pedaço'. O tipo gente que se dirige ao guarda dizendo: "sabe com quem está falando?"






O coletor de lixo impede o pedestre de transitar livremente

Ativista social propõe redução de salários de vereadores

O ex-secretário de Cultura de São Raimundo Nonato (PI)

O vereador no nosso país, perde importância na medida em que deixa de cumprir o seu verdadeiro papel, que é o de funcionar como fiscal do chefe do Poder Executivo Municipal e funciona como um colaborador do prefeito, sobretudo nos pequenos municípios, onde o edil só trabalha algumas horas por semana, haja vista, as câmaras municipais dos pequenos municípios só realizarem uma sessão por semana, o que deixa ainda mais evidente a pouca importância do vereador de municípios com menos de 200 mil habitantes.

No município de São Raimundo Nonato, o ativista social e sambista Sulica Del Samba, está propondo aos munícipes desse município piauiense, a redução dos salários dos vereadores são-raimundenses, que hoje percebem quase 10 mil reais para trabalharem apenas uma sessão legislativa por semana.

Essa proposta de Sulica Del Samba foi recebida e acolhida com muita simpatia pelos moradores de um município que não se sentem representados por políticos despreparados, descomprometidos e sem independência política.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

AlCIONE - Carnaval do Maranhão



Siga no Facebook e no Twitter no blog Dom Severino

No Brasil tudo se transforma em comércio e indústria



O carnaval brasileiro que já foi considerado a maior festa popular do mundo, é atualmente uma festa para ricos e endinheirados e também vitrines promocionais do maior produto de exortação brasileiro: a mulher de bundão e peitos siliconados.

Os pobres hoje em dia, no carnaval brasileiro só participam dessa festa monumental, como escultores, pintores, bordadeiras, carpinteiros, vidraceiros, costureiras e empurradores de carros, em suma: como mão de obra, porque os destaques das escolas de samba são socialites, modelos, atrizes da televisão e jogadores de futebol.   

Ocorre que os bicheiros descobriram no carnaval um meio de lavar dinheiro e com o crescimento dessa festa, passaram a investir nas escolas de samba como se fosse um comércio ou uma próspera indústria.

O carnaval, assim como a religião, são atividades que geram muitos empregos e movimentam o comércio durante todo o ano, porque nem bem acabam os desfiles e os barracões e as igrejas já estão em plena atividade.