quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Debates não alteram o quadro sucessório no Piauí

A deputada estadual Margarete Coelho, a companheira de chapa de Wellington Dias é a novidade desta eleição e uma grata surpresa. 
No debate de ontem, realizado pela TV Cidade Verde, não houve um debate de idéias, mas uma repetição de discussões estéreis, que não contribuem em nada para o convencimento do eleitor piauiense sobre em que candidato votar.

De tão pobre de idéias está eleição, o eleitor piauiense pode votar em qualquer candidato, que não fará a menor diferença, pois ocorre que os três candidatos que aparecem mais bem colocados nas pesquisas de intenções de votos - são dois ex-governadores e o atual governador. Candidatos que não representam o novo no plano das idéias e da gestão pública.

Problemas como o da falta permanente de água, energia elétrica e saneamento básico não estão sendo discutidos nesses debates, de uma pobreza estarrecedora e que acabam descambando sempre para a agressão verbal.

Após a realização de vários debates e os candidatos serem sabatinados por jornalistas e pessoas do povo em vários canais de televisão e sites, o quadro sucessório estadual no estado do Piauí continua inalterado e com o candidato Wellington Dias navegando em céu de brigadeiro, porque os seus principais adversários não conseguem convencer o eleitor deste estado de que são melhores e mais bem preparados do que o petista.

Dois fatores favorecem enormemente o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT): a sua extrema humildade e a escolha de uma mulher com companheira de chapa, a deputada estadual Margarete Coelho, uma mulher muito inteligente, culta e vocacionada para a política partidária.  

Pelo andar da carruagem, o senador Wellington Dias será eleito no primeiro turno.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz    

Потап и Настя - Не пара (Rap russo)



Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz    

Uma eleição caracterizada pele embate entre pobres e ricos

A luta de classe se caracteriza pelo confronto entre os trabalhadores e a burguesia nacional ou se preferir, entre os oprimidos e os opressores. Duas classes consideradas antagônicas. A luta de classes se manifesta nos terrenos econômico, ideológico e político.
Está em jogo nesta eleição, a disputa pelo já conquistado e o avanço na direção de novas conquistas pelos trabalhadores, os negros, as mulheres, os homossexuais, em suma: por aqueles que antes do Partido dos Trabalhadores (PT) chegar ao poder eram invisíveis para os nossos governantes. Do outro lado está a elite rica, formado pelos empresários que não querem abrir dos seus privilégios e crescem e se fortalecem num país onde o fosso social que separa ricos diminuiu bastante, com a chegada ao poder de um partido criado por trabalhadores.

A elite brasileira atual continua com a sua cabeça no passado, nos tempos da escravidão, onde o pobre e o negro viviam em senzalas. Ainda hoje, nos bairros ditos nobres de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte, Porto Alegre e Recife, os trabalhadores domésticos só podem usar o elevador de serviço.

Toda essa campanha organizada e orquestrada pelas emissoras de televisão e sites de noticias contra a reeleição da presidenta Dilma Rousseff e o PT, na realidade é contra os negros que freqüenta as universidades, contra os pobres saíram da pobreza extrema e contra as mulheres que ascenderam socialmente e politicamente.

Não estou advogando a favor de corruptos, sejam eles de esquerda ou de direita, tentado passar mão na cabeça de mensaleiros, mas querendo fazer justiça para com um partido que lutando contra a existência de uma guerra civil, o que poderia já ter acontecido, se o PT não tivesse reduzido a pobreza e criado condições para que os pobres pudessem se livrar do chicote implacável do fazendeiro, do latifundiário e do escravocrata. 

O Brasil não é um paraíso, mas  poderia ter se transformado num inferno, caso a miséria e a pobreza não tivessem sido atacadas com programas sociais do tipo Bolsa Família e Minha Casa Minha Vida.

O governo que acabar ou diminuir o número de pessoas e famílias assistidas pelos programas sociais hoje em curso, estarão jogando este país no abismo.  

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz    

Marina decretou o fim da candidatura de Aécio Neves

A candidatura do tucano Aécio Neves, que já tinha ‘empacado’ como um cavalo que não tem mais força ou fareja um perigo iminente, com Marina Silva surgindo no cenário político, o que se apresentava como um medo subjetivo, se transformou num fato concreto.

Com a queda de Aécio Neves para a terceira colocação nas pesquisas de opinião pública, esse tucano para tentar se manter vivo nessa disputa vai ter que primeiro tentar desconstruir a candidatura da dona do movimento Rede de Sustentabilidade, uma tarefa não muito difícil, dado o 'mar de contradições' que envolve a substituta do falecido Eduardo Campos.

O fenômeno Marina Silva tem vida curta, haja vista, o seu enorme telhado de vidro formado pela ligação do seu marido com o Partido dos Trabalhadores (PT), o caso do avião fantasma que servia ao então candidato do PSB, o pernambucano Eduardo Campos, morto tragicamente na queda desse avião que está sendo investigado, porque até o presente momento não apareceu o dono ou os donos dessa aeronave e a forte ligação de Marina Silva com o banco Itaú, através de um dos seus assessores - que é um dos herdeiros desse banco.

Em TemPO:

Os números da pesquisa IBOPE contratada pela Rede Globo favoráveis à Marina Silva é a soma dos 19% de intenções de votos de 2010 e os 9% das intenções de votos de Eduardo Campos. Quando Aécio Neves começar a desconstruir a candidatura da dona da Rede de Sustentabilidade e PSB desmoronará por absoluta falta de propostas realistas e confiáveis.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz    

terça-feira, 26 de agosto de 2014

ERLON CHAVES - The Girl From Paramaribo



Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz 

Ёлка - Прованс (Música russa)



Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz 

Marina Silva na sua visita ao MA deixará Timon de fora

 Marina Silva (PSB) já foi oficializada candidata, mas a campanha só deve ganhar corpo no Maranhão a partir de setembro. Isto ocorre, por conta das mudanças na coordenação da campanha da presidenciável no Maranhão. Anteriormente, Luciano Leitoa por ser presidente do PSB, comandava agora quem ganhou força foi o coordenador da Rede Sustentabilidade no Maranhão, o economista Cândido Lima. No entanto, a fase atual é de organização da campanha.

Com Marina Silva sendo guindada a condição de candidata pelo PSB, os integrantes da Rede de Sustentabilidade (RS) ganharão mais visibilidade e peso na coligação encabeçada pelo partido presidido por Roberto Amaral.

Essa mudança de comando na campanha do PSB se por um lado favorece o movimento Rede de Sustentabilidade, por outro lado enfraquece o PSB, um partido do qual Marina Silva diz na ser uma filiada orgânica, o que reforça o caráter de transitoriedade da sua presença no PSB.

Esse posicionamento de Marina Silva deixou de pé atrás os filiados orgânicos do PSB que caso Marina Silva seja eleita não serão ouvidos e consultados na hora da escolha do novo ministério.      

A auto-suficiência de Marina Silva, ainda como candidata, no governo se transformará em arrogância e individualismo. Isso preocupa a direção do PSB que conhece essa ex-petista de longas datas e sabe que lidar com Marina não é uma tarefa fácil.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz 

Kizombas antigas de CABO VERDE



Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz  

Aécio Neves é quem mais perde

Levantamento do próprio PSDB mostra: candidatura de Marina Silva prejudica Aécio


O comando da campanha de Aécio Neves (PSDB) a presidente anda apreensivo com o resultado dos levantamentos preliminares do próprio partido. A confirmação de Marina Silva na disputa revela-se mais prejudicial ao tucano do que à candidatura de Dilma Rousseff (PT). O desempenho da candidata do PSB surpreende em grandes colégios eleitorais: São Paulo, Rio de Janeiro, DF, Paraná e Pernambuco.

A turma de Aécio já discute como enfrentar Marina Silva sem fechar as portas para eventual entendimento no segundo turno.

A tendência do PSDB é fazer o contraponto da inexperiência de Marina em gestão com a administração bem avaliada de Aécio em Minas.

É quase unânime no boletim Focus do Banco Central, que consulta quase 100 instituições: o crescimento do PIB não passará de 0,7%.

Candidato tucano a vice-presidente, Aloysio Nunes avisa que Geraldo Alckmin responderá a quem o ataca: “Quem quiser bater vai ter volta”. conteúdo: Diário do Poder


Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz  

Lula ainda é o cara

Nenhuma declaração de apoio é tão poderosa no Brasil quanto a do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O líder petista tem poder de influência direta, algo em torno de 40% do voto, segundo revelam as mais diversas pesquisas. Isso é fato.
Inegavelmente, o presidente Lula ainda é um dos maiores cabos eleitorais do país e nesta eleição a sua presença no palanque eletrônico, físico ou um simples depoimento gravado a favor desse ou daquele candidato é fundamental para a eleição do escolhido.
Quem apostou em Aécio, Eduardo e agora Marina, apostou errado, sobretudo, na região Nordeste onde Lula é aclamado, reverenciado e adorado pelos nordestinos, seus conterrâneos.  
O que pesa a favor de Lula e o Partido dos Trabalhadores (PT) é a preferência opcional feita por esse grande líder e o seu partido, pelos pobres, negros, homossexuais, mulheres; em suma: por aqueles que eram invisíveis, sob os governos de Fernando Henrique Cardoso (FHC). Governos feitos pelas elites e para as elites.
Hoje em dia as universidades brasileiras estão mescladas de negros, brancos, pardos e mamelucos; um espaço antes ocupados só pela raça branca brasileira, pelos nórdicos. 
Ninguém é líder por acaso e de si mesmo. Por trás de um grande líder sempre existirá uma grande história de vida, perseverança, determinação e foco. Isso explica o líder que Lula é.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz