quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Mobilidade social dará novo mandato ao PT

Por mobilidade social entenda-se toda a passagem de um indivíduo ou de um grupo de uma posição social para outra, dentro de grupos e de estratos sociais. É o conceito que estuda a mudança de posição do indivíduo na sociedade.

O processo de mobilização social de setores de baixa renda, para de renda intermediária, mudou o perfil do eleitor brasileiro, que por ter aumentado o seu grau de exigência e sofisticação, ele não aceita dar um passo atrás, ou seja, abrir mão do seu novo padrão de vida.

É esse novo eleitor que está garantindo à candidata à reeleição Dilma Rousseff, números que no mínimo garantem sua ida para o segundo turno. Desde o inicio da campanha eleitoral, que a presidenta vem sendo atacada diariamente por um fogo pesado de artilharia da grande mídia nacional, mas mesmo assim a candidata do PT não caiu nas pesquisas de intenções de votos abaixo dos 30%.

Na medida em que o componente emocional foi se dissipando, Dilma Rousseff foi se recuperando e hoje a menos de 72 horas da eleição, ela encontra-se numa situação que garante a sua ida para o segundo turno.

A nova classe média e os beneficiários dos programas sociais darão a Dilma Rousseff uma vitória no primeiro turno e a elegerão num eventual segundo turno.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Portalaz

Madredeus - Ao Longe o Mar (música portuguesa)




Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Portalaz

Dilma lidera em todas as regiões do país

No Sudeste, onde se concentra a maioria dos eleitores do País, Dilma tem 29% das intenções de voto, contra 26% de Marina Silva (PSB) e 21% de Aécio Neves (PSDB). Os outros candidatos têm 2% juntos, os brancos e nulos somam 9% e os eleitores indecisos são 14%.

No NE, Dilma aparece com 60% das intenções de voto, contra 20% de Marina e 8% do tucano. Os demais candidatos totalizam 1%, enquanto os brancos e nulos são 4% e os indecisos, 6%.
No Sul, a petista tem 35% das menções, contra 29% de Aécio Neves e 17% da ex-senadora. Os demais candidatos somam 3%, os brancos e nulos são 4% e os indecisos totalizam 12%.

Na região Centro-Oeste/Norte, Dilma tem 40%, Marina aparece com 28% e Aécio marca 19%. Outros candidatos totalizam 1%, brancos e nulos são 2% e os eleitores que não sabem ou não responderam chegam a 10%. com viomundo

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Portalaz

Derretimento de Mão Santa prejudica seu sobrinho

O ex-prefeito da Parnaiba, ex-deputado estadual, ex-governador (duas vezes) e ex-senador Mão Santa, que nas primeiras semanas, após o lançamento da sua campanha apareceu muito bem nas pesquisas de intenções de votos, superando à barreira dos dois dígitos, começou a perder musculatura, a partir do momento em que fez a sua declaração de bens ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) - onde aparece como sendo o candidato mais pobre na disputa pelo governo do Piauí. Pasmem! Mão Santa declarou um patrimônio menor do que o do seu ex-emprego, o também candidato Neto Sambaiba.  

Outros dois pontos vem contribuindo para o derretimento da candidatura do ex-senador Mão Santa: a sua veia humorística e o amor imenso que ele vive a declarar à sua esposa Adalgisa Moraes Souza. Já dizia a minha avó, “que tudo em demasia é sobra e que todo excesso é veneno”.

O que também contribuiu para o desabamento do projeto político do ex-prefeito Mão Santa foi o fato do eleitor piauiense ter descoberto a tempo, o grau de parentesco entre Mão Santa e Zé Filho, o que levou esse mesmo eleitor a desconfiar da troca de favorecimento entre um e outro.

Mão Santa na medida em que perde pontos nas pesquisas, faz aumentar a possibilidade de não haver segundo turno nesta eleição. Isso contribui para o voto útil. O eleitor opta pelo voto útil para que não tenha 2º turno.  

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Portalaz

Um debate muito chato e pobre de ideias



Um debate chato e pobre de ideias. Um debate sem nenhum rasgo de originalidade e criatividade. Um debate para esquecer

Quem se deu ao trabalho de assistir ao debate político de ontem promovido pela TV Rádio Clube, se sentiu decepcionado pela mesmice de um debate marcado pela hipocrisia e pelo exagero da sua mediadora em querer ser simpática. A jornalista Zileide Silva da TV Globo Brasília, enquanto durou esse debate, sorriu o tempo todo. Sorrisos sem nenhum motivo aparente.

Eu não consegui esperar pelo término do primeiro bloco e fui logo dormir, porque eu nunca tinha visto, desde que eu me entendo por gente, um debate político tão chato e cansativo.

Até onde eu assisti ao debate da TV Rádio Clube, o que mais me chamou atenção, foi o papel desempenhado por Mão Santa como força auxiliar do seu sobrinho, o candidato à reeleição, o governador Zé Filho. Na primeira parte desse programa, tio e sobrinho trabalharam em perfeita sintonia, com um ajudando o outro ou vice-versa. Isso ficou bastante evidente.

De uma coisa você meu caro leitor pode ter certeza: esse debate não serviu para absolutamente nada. Isso quer dizer que o quadro político piauiense permanecerá exatamente igual ao que era antes do debate da Clube.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Portalaz

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Segundo Datafolha Dilma ganha também no segundo turno

Em simulação de segundo turno, Dilma tem 49% e Marina, 41%. Instituto ouviu 7.520 eleitores nos dias 29 e 30 de setembro.

G1 São Paulo

- Dilma Rousseff (PT): 40%
- Marina Silva (PSB): 25%
- Aécio Neves (PSDB): 20%
- Pastor Everaldo (PSC): 1%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 0%*
- Zé Maria (PSTU): 0%*
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- Eymael (PSDC): 0%*
- Levy Fidelix (PRTB): 0%*
- Mauro Iasi (PCB): 0%*

- Branco/nulo/nenhum: 5%
- Não sabe: 5%

* Cada um dos seis indicados com 0% não atingiu, individualmente, 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%.

Levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 26, Dilma tinha 40%, Marina, 27%, e Aécio, 18%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S. Paulo".

Segundo turno
O levantamento divulgado nesta terça indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, a candidata do PT tem 49% das intenções de voto e a do PSB, 41%. Na semana passada, Dilma tinha 47% e Marina, 43%.
Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 50% a 41% (50% a 39% na semana anterior).
O Datafolha ouviu 7.520 eleitores em 311 municípios nos dias 29 e 30 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00905/2014.

Espontânea

Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao entrevistado em quem ele pretende votar, sem apresentar a lista de candidatos), os resultados são os seguintes:
- Dilma Rousseff : 35%
- Marina Silva: 20%
- Aécio Neves: 16%
- Outras respostas: 3%
- Em branco/nulo/nenhum: 5%
- Não sabe: 22%

Rejeição

A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os números:

- Dilma Rousseff: 31%
- Marina Silva: 25%
- Aécio Neves: 23%
- Pastor Everaldo: 22%
- Levy Fidelix: 20%
- Zé Maria: 18%
- Eymael: 18%
- Luciana Genro: 16%
- Rui Costa Pimenta: 15%
- Eduardo Jorge: 15%
- Mauro Iasi: 14%. conteúdo G1 SP

Em TemPo:

A grande imprensa e o PIB nacional abandonaram Marina Silva  e voltaram a apostar todas as suas fichas e Aécio Neves. Só que tardiamente.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Portalaz

As elites com custo toleram o PT

Por Stefânia Akel

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva resgatou o discurso contra a "elite" brasileira durante carreata em Itapevi, na região metropolitana de São Paulo. Segundo ele, a elite nunca aceitou o fato de o PT governar o Brasil e disse que o partido sofreu "o maior preconceito da história do País". Lula afirmou ainda que era criticado por muitos motivos, inclusive por ter barba. "Mas eles esqueciam que Jesus Cristo também tinha barba, Tiradentes também tinha barba", comparou.

O petista criticou o atual governador de São Paulo, o tucano Geraldo Alckmin, dizendo que "ele não conseguiu cuidar nem da água". Ao fim da carreata, Lula fez um breve discurso e justificou a pressa dizendo que ainda fará campanha em Barueri, Carapicuíba e Osasco e precisa "poupar a garganta". Conteúdo: Estadão

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Portalaz

O desmanche de Marina Silva já era esperado

Quem vem acompanhando atentamente o desenrolar da campanha eleitoral para presidente da república, já deve ter notado, que o furacão Marina Silva está se dissipando, perdendo força e se deslocando para o mar aberto, onde fatalmente morrerá. É que passado o componente emocional, o eleitor brasileiro descobriu na candidata do PSB um mar de contradições.

O desmanche de Marina Silva começou a partir do momento em que ela passou a representar uma séria ameaça aos candidatos Dilma Rousseff e Aécio Neves, que por uma questão de sobrevivência se viram obrigados a desconstruí-la.

Todas as últimas pesquisas mostram Marina Silva em queda progressiva e sem nenhum elemento novo que sugira que ela vai parar cair e manter os 24% apontados pela pesquisa Vox Populi, onde Dilma aparece com 40% e Marina Silva cai para 24 e Aécio Neves vai a 22%.  

O desmanche de Marina Silva já esperada pelos analistas políticos e políticos com larga experiência em campanhas políticas, como José Sarney - que em artigo publicado no jornal El País (Espanha) aponta os pontos vulneráveis da candidata do PSB. E Marina Silva foi atacada exatamente nos seus pontos fracos. 

No debate da TV Record do último domingo, Dilma Rousseff foi a vencedora.      

No Piauí os apoiadores de Marina Silva estão como baratas tontas - mais perdidos do que cego em tiroteio.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Portalaz

Hoje tem debate na TV Rádio Clube

A TV Rádio Clube realiza na terça-feira, 30 de setembro, às 22h50, após a novela Império, o debate com os candidatos a governador do estado do Piauí cujos partidos têm representação na Câmara Federal. A jornalista Zileide Silva foi a profissional escalada pelo Departamento de Jornalismo da Rede Globo para ser a mediadora.

Esse é o debate mais aguardado pelo eleitor piauiense, haja vista, ser ele mediado por uma jornalista de fora do estado, o que assegura ao telespectador piauiense, um clima de absoluta isenção, o que não acontece nos debates promovidos por outras emissoras.

Mas, o mais importante não é a credibilidade dessa emissora, mas o reduzido número de candidatos que participarão desse debate, o que cria condições mais favoráveis para que os temas assuntos sejam mais amplamente debatidos - o que não ocorre quando o debate reúne 7 candidatos.

Os três candidatos que ficarão de fora desse debate, por não terem contribuído de maneira significativa para a formação da consciência política dos eleitores piauienses, nos debates realizados pelas outras emissoras de televisão, as suas ausências não serão sentidas.

Os quatro candidatos convidados deverão comparecer.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Portalaz

Choro N° 1 (Heitor Villa-Lobos) - Turíbio Santos



O maranhense Turíbio Santos interpreta Heitor Villa-Lobos

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no Portalaz